Arquivo da tag: motobombas

Manutenção Preventiva de Bombas Centrífugas

A Manutenção Preventiva é aquela que concentra todo o esforço para evitar que um equipamento sofra uma parada imprevista, que poderia acarretar sérios transtornos à produção.

Os sbjetivos deste tipo de manutenção são:
- estabelecimento da freqüência ideal de revisão de equipamentos;
- determinar a troca de algum componente específico, quando
necessário;
- aumentar o tempo de disponibilidade dos equipamentos;
- minimizar os serviços de urgência ou não planejados;
- impedir a extensão dos prejuízos;
- aumentar a confiabilidade de um equipamento ou linha de produção.

A manutenção preventiva é de vital importância para a empresa, contudo devemos levar em consideração certos aspectos na sua implantação, como:
- analisar a importância do equipamento na produção, pois muitas vezes impossibilita a parada para manutenção;
- providenciar a disponibilidade de peças sobressalentes;
- estabelecer um controle sistemático de manutenção. Isto facilita a
execução, cresce a eficiência e obtêm-se dados como: custo, eficiência
individual, etc;
- montar uma equipe especializada para o cumprimento dessas tarefas

Fonte: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAR1sAK/bombas-centrifugas-manutencao-operacao
Fotos fonte: Google

Como funciona um rotor

Dentro da bomba possuem um ou mais rotores, que é um componente giratório dotado de pás que gira dentro do corpo da bomba, movimentando o fluido e transferindo a energia para este. A energia é em grande parte cedida sob a forma de energia cinética, que pode ser convertida em energia de pressão.

O fluido entra na bomba por um bocal de sucção. Neste bocal a pressão manométrica pode ser superior ou inferior à atmosférica ou pressão negativa. Do bocal de sucção o fluido é encaminhado a um ou mais rotores que cedem energia ao fluido, seguindo-se um dispositivo de conversão de energia cinética em energia potencial de pressão.

O fluido sai da bomba pelo bocal de recalque e a energia cedida ao fluido se apresenta sob a forma de diferença de pressão entre a sucção e o recalque da bomba. Esta energia específica é conhecida como altura manométrica total (Hman). Em função desta transferência de energia é que podemos elevar, pressurizar ou transferir fluidos.

Indústria de máquinas e equipamentos fatura 9,2% a mais em 2011

A indústria brasileira de bens de capital mecânicos encerrou o ano de 2011 com faturamento de R$81,2 bilhões, 9,2% acima do verificado em 2010. Apesar do resultado, a Associação Brasileira daIndústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) alega que o setor ainda não conseguiu se recuperarda crise de 2008, já que o desempenho ficou 3,8% abaixo do resultado daquele ano.

Entre os grupos que mais influenciaram o crescimento do segmento está o de máquinas agrícolas, que registrou aumento de 30,1% nas vendas na comparação com o ano anterior. Bens sob encomenda (maquinário produzido em casos específicos e que não ficam em estoque) venderam 6,2% a mais.

Bombas e motobombas tiveram alta de 6%. No movimento contrário, as vendas de máquinas têxteis, válvulas e máquinas para plásticos caíram 45,5%, 18,1% e 14,3%, respectivamente.

Em janeiro de 2012, o faturamento do setor totalizou R$ 5,4 bilhões, queda de 24,4% em relação a dezembro. Segundo a Abimaq, essa redução é natural devido ao desaquecimento das vendas no início de ano. Se comparado ao primeiro mês de 2011, o resultado foi 1,4% maior.

Segundo a entidade, o deficit anual da balança comercial do setor foi U$ 17,9 bilhões, 13,6% maior que o de 2010, o que representa um novo recorde negativo. As importações somaram US$ 29,8 bilhões e as exportações ficaram em U$ 11,9 bilhões. Em janeiro de 2012, o deficit somou U$ 1,5 bilhão.

Em 2011, 48% das exportações tiveram como destino países da América Latina. As principais origens das importações, por valor, foram Estados Unidos, Alemanha e China.

 

FONTE: http://www.brasil.gov.br/noticias
FONTE FOTO: http://www.coisasdeagora.com.br/