Tintas – Entenda o processo de fabricação

As tintas estão por toda parte. Sem percebermos muito, suas cores realçam e embelezam os locais por onde passamos. E ainda protegem as superfícies internas e externas. Hoje existem vários tipos de tintas para todos os gostos, de modo a dar personalidade aos ambientes e trazer um pouco de cor ao dia-a-dia corrido.

As matérias primas necessárias para a produção de quase todos os tipos de tintas são constituídas pelos pigmentos, solventes, aditivos e veículo fixo (resinas e óleos). Em uma produção em massa, o processo consiste em pesagem e mistura das matérias primas em um tanque de alimentação. Posteriormente, operações unitárias físicas (mistura, dispersão, completagem, filtração e envase) dão origem ao produto final. A formulação apropriada das tintas é especificada para um emprego particular que podem ser a cobertura, coloração, resistência ao tempo, lavabilidade, lustre, propriedades anticorrosivas de metais e consistência, conforme o tipo de aplicação.

Produzir toda essa variedade de produtos, gera impactos ambientais. Como exemplo, as matérias primas e produtos auxiliares utilizados no processo possuem propriedades tóxicas e corrosivas. Sendo assim, é necessário um manuseio precavido. Em uma relação de causa e efeito, leis ambientais têm levado os fabricantes a produzirem tintas com baixos teores de compostos orgânicos voláteis, otimizando o processo de fabricação de tintas, com o esforço para melhorar a produtividade e, principalmente, a qualidade das tintas

Saiba mais sobre as tintas:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=6sPzxHZRse8&w=420&h=315]

 

FONTE DO TEXTO: http://www.ebah.com.br/content/ABAAABXTEAH/processo-fabricacao-tintas#ixzz210SsIh6J

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>