Arquivo mensais:dezembro 2012

Manutenção Preventiva de Bombas Centrífugas

A Manutenção Preventiva é aquela que concentra todo o esforço para evitar que um equipamento sofra uma parada imprevista, que poderia acarretar sérios transtornos à produção.

Os sbjetivos deste tipo de manutenção são:
- estabelecimento da freqüência ideal de revisão de equipamentos;
- determinar a troca de algum componente específico, quando
necessário;
- aumentar o tempo de disponibilidade dos equipamentos;
- minimizar os serviços de urgência ou não planejados;
- impedir a extensão dos prejuízos;
- aumentar a confiabilidade de um equipamento ou linha de produção.

A manutenção preventiva é de vital importância para a empresa, contudo devemos levar em consideração certos aspectos na sua implantação, como:
- analisar a importância do equipamento na produção, pois muitas vezes impossibilita a parada para manutenção;
- providenciar a disponibilidade de peças sobressalentes;
- estabelecer um controle sistemático de manutenção. Isto facilita a
execução, cresce a eficiência e obtêm-se dados como: custo, eficiência
individual, etc;
- montar uma equipe especializada para o cumprimento dessas tarefas

Fonte: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAR1sAK/bombas-centrifugas-manutencao-operacao
Fotos fonte: Google

PRODUTOS: PRESSURIZADORES

As bombas de pressurização fornecem uma pressão adicional para chuveiros, torneiras e pontos de saída de água similares na residência.
Ideal para pressurização de casas, apartamentos, coberturas, estabelecimentos comerciais e linhas de aquecedores de passagem a gás.

Suas características são:

>> Compacta, Leve e de Fácil Instalação – Em função de suas pequenas dimensões, podem ser instaladas diretamente em forros, lajes, próximo aos reservatórios ou pontos de utilização. Fixação direta no aquecedor. Proporciona maior conforto e eficiência para projetos hidráulicos e de aquecimento.
>> Material Reforçado – Carcaça em ferro fundido revestido por pintura especial. Rotor encapsulado em aço inox.
>> Totalmente Silenciosa – Motor de rotor imerso que dispensa ventoinha, reduzindo assim o nível de ruído à zero.
>> Baixos índices de manutenção e consumo de energia.
>> Funcionamento automático – Acionada por fluxostato. A bomba liga ao abrir a torneira e desliga ao fechar a torneira.
>> Otimizam o funcionamento de equipamentos, em especial de aquecimento.

Veja exemplos de instalação dos pressurizadores:

Adquira seu pressurizador Dancor na Interseal!

Fonte: http://www.dancor.com.br/products/cat/AQ.pdf

DICA: Bombas para caixa d’água

Quando se fala em bomba d’água normalmente associamos com bomba para poço, porém há muitas outras situações em que são necessárias estas bombas, como por exemplo para subir a água para caixas d’água que são muito altas ou mesmo em regiões que a água da rua tenha uma pressão muito baixa que não seja suficiente para levar a água até a caixa d’água.

As bombas d’água em linhas gerais servem para aumentar a pressão da água dentro da tubulação, isso possibilita transportar água para longas distâncias ou também para ajudar a água a vencer a força da gravidade. O tipo de bomba mais indicada é a bomba centrífuga.
Para que sua bomba para caixa d´água funcione perfeitamente sem sofrer um grande desgaste, o que geraria altos custos com manutenção é importante que a potência da bomba d’água esteja adequada ao projeto, neste caso dois fatores são muito importantes para determinar qual a potencia indicada para sua bomba para caixa d’água, que são:

* Altura da caixa d’água (quanto mais alta for a caixa maior precisa ser a potência da bomba)
* Bitola da tubulação (quanto mais largo o tubo maior precisa ser a potência da bomba)

Para determinar de forma exata qual a potencia mais indicada o melhor é pedir ajuda para um técnico, ele terá condição de avaliar o local e determinar a bomba para caixa d’água mais indicada para você, lembre-se que comprar uma bomba menos potente do que precisa pode representar um certo prejuízo ou até mesmo mau funcionamento da bomba.

Fonte: http://bombadeagua.me/dicas-para-comprar-bomba-para-caixa-dagua/
Imagens: Google

A Borracha Nitrílica

A borracha nitrílica ou Buna (NBR), conhecida como borracha de vedação comum nos selos mecânicos fornecidos pela Interseal é uma borracha que pertence à família das borrachas sintéticas que são, quase que na sua maioria, obtidas através de um algum componente derivado do petróleo, geralmente o gás chamado Butadieno. Alguns dos principais tipos de borrachas sintéticas são: NBR, SBR, Bromobutyl, EPDM, Neoprene, Silicone, Hypalon, Viton, entre outras.
A NBR foi descoberta durante um forte trabalho para desenvolver uma borracha com boa resistência à gasolina, óleos, abrasão, impermeabilidade a gases e muito boa estabilidade térmica. Foi no ano de 1931 que pela primeira vez apareceu uma referência à borracha nitrílica num documento relativo a uma patente francesa abrangendo a polimerização de butadieno e acrilonitrilo.

A borracha nitrílica e suas variações mostram-se muito versáteis, podendo ser aplicada para produção dos mais diversos tipos de artefatos que exijam principalmente resistência derivados de petróleo e temperatura condizentes com o tipo de NBR escolhida.

Quanto à resistência química, referimos que os vulcanizados de NBR apresentam:
Boa resistência química:
- aos hidrocarbonetos alifáticos como, por exemplo, propano, butano e benzina;
- aos líquidos hidráulicos dificilmente inflamáveis do tipo HCF;
- ao óleo e massa mineral;
- à água;
- a muitos ácidos diluídos, bases e solução salina à temperatura ambiente.

Média resistência química:
- aos combustíveis com alto teor aromático;
- aos líquidos hidráulicos do grupo HFA dificilmente inflamáveis e do grupo HFB.

Fraca resistência química:
- aos hidrocarbonetos aromáticos, por exemplo, benzeno;
- aos hidrocarbonetos clorados, por exemplo, tricloroetileno;
- a solventes polares, por exemplo, acetona.

Devido ao seu preço, o NBR é usado em aplicações onde, para além de boas propriedades mecânicas e/ou boa resistência à fadiga dinâmica, é também exigida boa resistência ao inchamento em óleo e/ou em gasolina, boa resistência ao envelhecimento por calor e à abrasão. É utilizada na indústria em geral, indústria automotiva e no setor dos óleos minerais.
O NBR é tipicamente usado em o-rings estáticos, membranas, foles, tubos e mangueiras tanto para aplicações hidráulicas ou pneumáticas quanto para transporte de hidrocarbonetos alifáticos (propano e butano), correias transportadoras, material de fricção, cobertura de rolos para diversos fins especialmente para as indústrias de pintura e têxtil e solas para calçado de segurança. Também é bastante usado na indústria alimentar.

Fonte: http://www.rubberpedia.com/borrachas/borracha-nitrilica.php
Fonte: http://www.elastotec.com.br/publicacoes_tecnicas/ELASTOTEC_Borracha_Nitrilica.pdf
Fonte: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAJZ0AF/borracha-doc
Imagens: Google